Motorista de app é morto durante corrida e tem corpo jogado em porta-malas no DF




Um motorista de transporte por aplicativo, morador do Distrito Federal, foi assassinado na manhã desta terça-feira (12/1). A informação foi confirmada ao Correio pela Polícia Civil do DF (PCDF). Familiares da vítima, identificada como Geraldo Williams Gontijo, 51 anos, afirmaram que o trabalhador recebeu um chamado para atender a uma corrida no Condomínio Porto Rico, em Santa Maria.

Ainda de acordo com um dos parentes, os criminosos anunciaram o assalto assim que entraram no carro e, em seguida, efetuaram um disparo de arma de fogo contra a nuca do motorista. Morto, Geraldo foi colocado no porta-malas do próprio veículo, um Up branco. Após isso, os suspeitos seguiram até Valparaíso 2 para matar um rival, que, segundo a polícia, tem 31 anos. O homem foi baleado e colocado no banco de trás do carro.

Como consta na ocorrência, registrada na 33ª Delegacia de Polícia (Santa Maria), a Polícia Militar do DF recebeu a informação de que havia um cadáver dentro de um carro, no Pátio do Hospital de Santa Maria. Quando os militares chegaram ao local, o homem de 31 anos já estava em atendimento na unidade de saúde. As testemunhas encontraram o corpo de Giraldo no porta-malas. Não se sabe, no entanto, se os criminosos mataram Geraldo em Valparaíso ou no DF. O carro do motorista foi apreendido e encaminhado à perícia. No veículo, haviam munições. Até a última atualização desta matéria, os suspeitos estavam foragidos.

Aguarde mais informações



Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário