Morador de Samambaia de 62 anos é mais uma vítima do Covid-19


 

Em um prazo de cinco dias, dois vigilantes morreram no Distrito Federal em decorrência do novo coronavírus. Dessa forma, a categoria chega ao total de 25 vidas perdidas para a doença.

O caso mais recente é de Sebastião Miguel da Silva, 62 anos, que, após 22 dias internado não resistiu e faleceu na noite dessa quinta-feira (21/1), devido uma trombose pulmonar desenvolvida em decorrência do vírus.

Ele estava internado no hospital Anna Nery, em Taguatinga, desde o dia 30 de dezembro do ano passado. Natural de Vazante, munícipio mineiro, Sebastião era vigilante havia mais de 30 anos e morava em Samambaia. Ele era casado e deixa dois filhos.

De acordo com Anderson Silva, um dos filhos do vigilante, Sebastião era muito dedicado ao trabalho e nunca havia apresentado um atestado médico. “Sempre foi pontual e um exemplo para todos os profissionais”, diz.

Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário