Percentual de pessoas isoladas devido à Covid-19 no DF cai de 23% para 8%, diz IBGE

 



O percentual de pessoas rigorosamente isoladas no Distrito Federal em decorrência da pandemia do novo coronavírus despencou. De acordo com levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apenas 8% dos moradores da capital do país permaneceram em casa, sem sair nem mesmo por necessidades básicas, no mês de novembro.

O índice era de 23% em julho deste ano, primeiro mês pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD Covid-19). A redução do isolamento ocorreu em todas as faixas etárias. No entanto, a queda foi maior entre crianças e adolescentes.

A maioria dos brasilienses afirmam estar evitando o contato com outras pessoas, mas continuam saindo de casa – seja para necessidades básicas ou não. Uma pequena parte, 3,7% afirmaram não ter feito nenhuma restrição em decorrência da Covid-19.

Média móvel

A média móvel de mortes por Covid-19 no Distrito Federal caiu para 8 neste domingo (27/12). Na comparação com o indicador apurado há 14 dias, houve queda de 34,1%, o que mostra redução na quantidade de mortes.

Desde o início da pandemia de coronavírus, o DF já notificou 248.543 contaminações e 4.201 óbitos em decorrência da doença. Nas últimas 24 horas, foram 3 mortes e 615 novas infecções.

Taxa de ocupação de UTIs

Segundo dados da Secretaria de Saúde do DF (SES-DF) atualizados às 16h10 deste domingo, 137 dos 161 leitos operacionais de UTI destinados a pacientes da Covid-19 estão ocupados, o que equivale a 85,09% da capacidade da rede pública. O número inclui os leitos de UTI pediátricos e adultos que não estão bloqueados.

Já na rede privada, 142 dos 189 leitos adultos disponíveis estão ocupados — taxa de 75,1%. Acompanhar a taxa de ocupação dos leitos é uma das formas de medir a evolução da transmissão da doença. 

Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário