Prato Cheio contempla mais de 27,7 mil famílias nesta segunda-feira (31)



A Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) libera, nesta segunda-feira (31), o crédito do programa Cartão Prato Cheio. No total, 27.748 beneficiários, que efetuaram o desbloqueio do cartão até o dia 1º deste mês, receberão R$ 250. O valor se destina à aquisição de itens da cesta de alimentos e de pão e leite, como forma de garantir alimentação às famílias em situação de insegurança alimentar e nutricional no DF, principalmente durante o período de pandemia da Covid-19.
Foram investidos R$ 6.937 milhões para concessão do benefício no mês de agosto. A secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Rocha, explica que o auxílio precisa ser utilizado dentro do prazo de 30 dias, a contar da data do pagamento. “É importante que os beneficiários saibam que o crédito do Prato Cheio não é cumulativo”, orienta. “Por isso, os R$ 250 devem ser utilizados para a aquisição dos itens da cesta de alimentos de forma que não fique saldo no cartão de um mês para o outro”.

Mais beneficiários
Nas áreas econômica e social do GDF, seguem firmes os trabalhos para tornar disponíveis novas concessões do Cartão Prato Cheio para os próximos meses. “Hoje estamos com mais de 28 mil famílias recebendo o benefício”, contabiliza a secretária. “São mães que estão conseguindo colocar o alimento na mesa para seus filhos. Lembro que, no início da pandemia, apenas oito mil pessoas recebiam a cesta de alimentos in natura em suas casas. Tivemos um aumento de 256,25% no número de beneficiários. Isso mostra o quanto a nossa equipe tem trabalhado, incansavelmente”.
256,25%Percentual de aumento do número de beneficiários do programa
O benefício já foi entregue para 28,5 mil famílias em situação de insegurança alimentar e nutricional no DF. Porém, após reavaliação socioeconômica, 781 beneficiários tiveram o auxílio cancelado por estarem foram do critério de renda – que, conforme prevê o decreto,  deve ser igual ou inferior a meio salário mínimo (R$ 522,50) per capita.
“A pessoa, quando entra em contato com a equipe do Cras [Centro de Referência de Assistência Social], informa a sua renda atual e se declara impossibilitada de comprar os alimentos para sua família, mas é importante que essa pessoa informe qualquer mudança que ocorra no seu perfil de renda, já que é o agente social que analisa o risco social em que se encontra a família e, assim, concede o benefício”, destaca a secretária de Segurança Alimentar e Nutricional da Sedes , Karla Lisboa. “Em alguns casos, ela terá que passar por um novo atendimento para reavaliar, se for o caso, o seu atual contexto socioassistencial e de segurança alimentar”.

Como funciona
O programa Cartão Prato Cheio é um auxílio que permite a transferência de crédito para aquisição de itens da cesta de alimentos e de pão e leite, como forma de garantir alimentação às famílias em situação de insegurança alimentar e nutricional no DF. O valor do benefício é de R$ 250, com uso restrito em estabelecimentos alimentícios. O cartão do Prato Cheio não está habilitado para a função saque.
Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

2 comentários:

  1. O meu está escrito aguardando liberação fiz a inscrição da cesta dia vinte de agosto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Boa tarde fiz minha escriçao ja alguns tempo da cesta acho meioO de Julho pra agosto tëm duas filhas uma de 2anos e outra de 10anos queria saber quanto tempo terei que espera pra ser comtepladoO ha Obs:Nem ha cesta guanhei e nem saco de verduras que eles dao CrasCesta..

      Excluir