Mais de 7 mil moradores de Samambaia já se contaminaram com o Covid-19



Desde o inicio da pandemia do novo Coronavírus em Samambaia, cerca de 7.096 moradores da cidade já se contaminaram com a doença, cerca de 126 moradores morreram vítimas da doença.

DF

Após quase cinco meses do primeiro diagnóstico da covid-19, a Secretaria de Saúde considera que o Distrito Federal enfrenta o pico da pandemia. Óbitos continuam a ser registrados diariamente, principalmente, após a flexibilização das medidas de restrição, como a abertura do comércio. Análise feita por especialistas, cedida ao Correio, mostra que a capital registrou a maior média móvel de infecções pelo novo coronavírus 13 dias depois da retomada de bares e restaurantes.



Em 30 de junho, a capital havia marcado uma média móvel de diagnósticos de 1.978, o recorde até então. Em seguida, o índice oscilou e sofreu queda. Em 15 de julho, dia em que bares e restaurantes receberam autorização do Executivo para reabrir, ele estava em 1.580. Entretanto, após essa retomada, em 28 de julho, o DF teve a maior taxa desde o início da pandemia: 2.092.

Os doutores Breno Adaid e Thiago Nascimento, pesquisadores da Universidade de Brasília (UnB), do Departamento de Ciência do Comportamento, e coordenadores do mestrado em administração do Centro Universitário Iesb, em conjunto com o estudante de estatística César Galvão, responsáveis pela análise, consideram que a retomada de bares e restaurantes são um dos fatores que impulsionou o aumento da média móvel na capital.


Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário