Vigilante de escola de Samambaia morre de Covid-19




O número de profissionais da área se vigilância patrimonial mortos pela infecção provocada pelo novo coronavírus chegou a quatro nesta sexta-feira (05/06), segundo dados do Sindicato dos Empregados de Empresas de Segurança e Vigilância (Sindesv-DF). De acordo com a entidade, 34 trabalhadores do setor testaram positivo para a doença. Há uma semana, o número estava em 20 casos. A última vítima foi o vigilante Daulo Moreira Flauzino, 40 anos.

Daulo trabalhava na segurança da Escola Classe 412, em Samambaia. Ele estava afastado das funções em decorrência de problemas de saúde. Foi internado em um hospital particular de Ceilândia há três dias, já em estado grave. Ele não resistiu à doença e morreu nesta sexta.
Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário