Samambaia é uma das cidades que menos seguem a quarentena



SUPERMERCADO PH
A queda na taxa de isolamento social está diretamente relacionada ao aumento de infectados e mortos por coronavírus na capital do país. Pela primeira vez, o Governo do Distrito Federal (GDF) mapeou a adesão dos moradores por região administrativa. Samambaia, Ceilândia e Guará despencaram no índice de respeito à quarentena, ao mesmo tempo que viram disparar a quantidade de contaminados.

Segundo a pesquisa desenvolvida pela Casa Civil, o pico de participação no distanciamento ocorreu em 31 de março, quando atingiu 80%, maior, inclusive, do que a percentagem recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), de 70%.
Samambaia, que registrou uma explosão de casos na última semana e assumiu a terceira posição no ranking de RAs com mais cidadãos com Covid-19 – 147 no total –, viu o índice de respeito à quarentena desabar em 10 pontos percentuais: de 51% para 41% entre 1º de abril e 12 de maio.

A maior e mais populosa cidade do DF, Ceilândia, lidera a estatística de óbitos decorrentes do coronavírus: 7. Lá, a adesão ao distanciamento chegou a bater na casa dos 48%, mas, agora, não passa de 39%.


O mesmo ocorreu na vizinha Taguatinga, cujo engajamento caiu nove pontos percentuais. Por outro lado, manteve-se estável em Vicente Pires e no Lago Norte. A primeira RA com 41% nos dois períodos avaliados e a segunda com alteração de apenas um ponto percentual: de 67% para 66%. O Lago Norte, inclusive, figura como a região que mais cumpre o isolamento social, segundo o GDF.

Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário