Definidas atualizações no calendário da segunda parcela do Auxílio Emergencial




Duas semanas após a data anunciada inicialmente, o pagamento da segunda parcela do Auxílio Emergencial segue sem previsão. O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, apresentou um calendário que previa o pagamento da primeira parcela de R$ 600 em 9 de abril.


Esse prazo era para os beneficiários que não recebem o Bolsa Família. Já a segunda parcela deveria ser paga entre os dias 27 e 30 de abril. A terceira, portanto, ficaria para os dias 26 e 29 de maio.

Pagamento da segunda parcela do Auxílio Emergencial

No dia 20 de abril, a Caixa Econômica Federal (CEF) anunciou a antecipação para o dia 23 de abril. Na véspera da nova data, o Ministério da Cidadania divulgou nota informando que a antecipação não seria feita.
Desde a publicação, nenhuma nova data foi apresentada. Na última semana, Onyx Lorenzoni disse que esperava anunciar até a última sexta-feira, dia 8 de maio, o cronograma de pagamento da segunda parcela do Auxílio Emergencial.
No entanto, anteriormente o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, havia revelado que o governo federal estava finalizando o calendário de pagamentos.
“Nós estamos próximos de finalizar. Eu e o ministro Onyx, antes de fecharmos o cronograma, levaremos ao presidente Jair Bolsonaro, que é quem organiza. Ministro Paulo Guedes, meu chefe, já deu ok”, reforçou o presidente da Caixa, durante entrevista online.

Dificuldade em estabelecer novo calendário

Segundo o governo, a dificuldade em definir um novo calendário seria devido a falta de recursos. O ministério da Cidadania argumentou ainda que muita gente ainda não teve acesso à primeira parcela.
Sendo assim, é necessário abrir crédito suplementar para garantir o dinheiro a quem ainda não sacou.
“Por fatores legais e orçamentários, pelo alto número de requerentes que ainda estão em análise, estamos impedidos legalmente de fazer a antecipação da segunda parcela do Auxílio Emergencial”, informou o governo federal.
O presidente da Caixa pontuou que o calendário deveria considerar as datas de pagamento dos benefícios do Bolsa Família e da liberação dos saques em dinheiro.
Neste segundo caso, para quem recebe o Auxílio Emergencial por meio de poupança digital do banco.
Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário