Presos são liberados da Papuda para cumprir prisão domiciliar



Há 10 dias a Vara de Execuções Penais (VEP) do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) determinou a prisão domiciliar para detentos do regime semiaberto que cumprem penas nas cadeias do Distrito Federal (DF). 


A tendência é que cerca de 600 internos sejam liberados por causa da pandemia de coronavírus. 
Uma força-tarefa foi criada pelo Judiciário para analisar os casos de presos com progressão de pena em até quatro meses.


A Subsecretaria do Sistema Penitenciário (Sesipe) começou a liberar os presos para o regime de prisão domiciliar em 23 de março.
Circula um vídeo nas redes sociais onde familiares esperam por detentos na saída da Papuda 


Vale lembrar que o deputado distrital Reginaldo Sardinha utilizou suas redes sociais, na tarde desta segunda-feira (30) para divulgar um vídeo feito por presos do regime semi-aberto do Centro de Progressão Penitenciária do Distrito Federal (CPP/DF) que pedem que autoridades prestem atenção à situação dos presos durante a pandemia de coronavírus.

Todos encapuzados, um dos detentos toma a frente e fala em nome de todos. “Somos trabalhadores do semi-aberto que foi transformado em fechado, convivendo com mais de 500 em cada ala. Entre eles, presos com febre, tosse, oprimidos com uma situação que é desumana. Escorpiões, lixo e excesso de pessoas”, diz um deles.

Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário