Valor da passagem de ônibus e metrô poderá ter aumento de R$0,50




A Secretaria de Mobilidade do DF (Semob) estuda o reajuste das tarifas de ônibus e metrô depois de mantê-las congeladas por três anos. Hoje, o DF tem 2.863 ônibus, que atendem 1,2 milhão de pessoas por dia. O sistema metroviário é composto por 24 vagões, que transportam uma média de 150 mil passageiros/dia.

A indicação é de um aumento de R$ 0,50 no preço das passagens. No caso da tarifa de R$ 5, o reajuste proposto é de 10%. No caso de R$ 2,50 para R$ 3, o aumento seria de 20%. De R$ 3,50 para R$ 4, ficaria em 14,2%. A inflação do período que o valor das passagens ficou congelado foi 16,19%. O reajuste pode entrar em vigor ainda em janeiro.
Reprodução
Somente de subsídios, são pagos mais de R$ 700 milhões por ano às empresas, segundo a pasta. Os valores incluem, além da tarifa técnica, a gratuidade para pessoas com deficiência e estudantes.
De acordo com a pasta, “à medida que a diferença entre o custo do sistema e dos valores pago pelo usuário aumenta, há uma imediata pressão nos valores que o Tesouro Distrital precisa desembolsar para completar esse custeio. Assim, considerando a crise econômica, financeira e fiscal que passa o país e o Distrito Federal, especialmente, tal circunstância tende a dificultar sobremaneira a gestão, operação e manutenção do sistema de transporte público, um serviço essencial para toda a população da capital federal”.

Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário