Oposição quer derrubar aumento na tarifa de ônibus



TRANSPORTE ESCOLAR
A assinatura do decreto que autoriza reajuste nas passagens de ônibus e metrô no Distrito Federal provocou reações entre deputados da oposição na Câmara Legislativa e usuários do transporte público. A medida prevê que as tarifas fiquem 10% mais caras a partir desta segunda-feira (13/01/2020). Ou seja, o tíquete de R$ 2,50 passa para R$ 2,75; o de R$ 3,50 vai para R$ 3,85; e o de R$ 5 sobe para R$ 5,50.

No mesmo dia em que o texto recebeu aval do governador em exercício, Paco Britto (Avante), o Movimento Passe Livre (MPL) do DF se reuniu para discutir atos em resposta ao reajuste. O encontro, realizado nessa quinta-feira (09/01/2020), terminou com uma manifestação agendada. O primeiro ato está previsto para ocorrer na próxima terça-feira (14/01/2020), na Praça do Compromisso, na 703/704 Norte.
Um outro protesto contra o aumento está marcado para o dia 17 de janeiro, às 16h, em frente à Torre de TV.


Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário