Justiça manda soltar motorista que atropelou morador de Samambaia.



Luzia Ferreira de Assis, de 24 anos, 'não causou significativo abalo da ordem pública nem evidenciou periculosidade exacerbada', diz juíza.

A Justiça do Distrito Federal concedeu, neste domingo (26), a liberdade provisória a motorista que tinha sido presa em flagrante depois de atropelar um ciclista, neste sábado (25), em Ceilândia, no Distrito Federal.
Segundo a Polícia Civil, a motorista não tem Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e estava embriagada no momento que atropelou Jailson Barbosa de Oliveira, de 34 anos, levado em estado grave para o Hospital Regional de Ceilândia (entenda abaixo).

A decisão foi assinada pela juíza Luciana Gomes Trindade durante audiência de custódia. No entendimento da magistrada, Luzia Ferreira de Assis, de 24 anos, "não causou significativo abalo da ordem pública nem evidenciou periculosidade exacerbada".
"O fato é abstratamente grave, não havendo circunstâncias fáticas concretas, atuais e contemporâneas a justificar a prisão do autuado.
A juíza determinou ainda que não fosse paga fiança. De acordo com a magistrada, a mulher não tem antecedentes criminais. "Além disso, este possui diversas condições pessoais favoráveis, como o fato de ser primário e possuir bons antecedentes, a existência de residência fixa com confirmação do endereço a ser realizada perante o Juízo natural da causa e trabalho lícito", destacou.
O que diz a defesa?
O advogado de Luzia Ferreira de Assis é da Defensoria Pública do Distrito Federal. Questionado pelo G1, o órgão informou que é responsável por assegurar que todas as pessoas, independentemente de renda e da gravidade do crime atribuído, tenham acesso a um julgamento justo e imparcial, com plenitude de defesa.
"A Defensoria Pública prima pela reputação e confiança dos usuários dos seus serviços e não se manifestará publicamente sobre a linha de defesa apresentada por investigados, a não ser que haja autorização destes."

Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário