Estelionatários se passam por funcionários da CEB e dão golpe em padaria de Samambaia



Golpistas se passaram por funcionários da Companhia Energética de Brasília (CEB) e extorquiram R$ 4,7 mil do dono de uma padaria em Samambaia Norte. 

O crime ocorreu no dia 6 de janeiro e, até a publicação desta reportagem, era investigado pela Polícia Civil.
O golpe consistiu em uma falsa cobrança de dívida. De acordo com o empresário Kader Alves Boaventura, proprietário do estabelecimento, um dos criminosos ligou na padaria e se identificou como funcionário da CEB.
Ele teria comunicado a existência de uma multa porque o relógio medidor não fora atualizado – do analógico para o digital – e que a ausência deste pagamento teria levado o caso à Justiça.

                                     
O proprietário da padaria estava em uma viagem quando ficou sabendo da "cobrança" por meio de funcionários. Em ligação, eles repassaram a informação de que a multa deveria ser paga dentro de duas horas, caso contrário, a energia seria cortada e o religamento poderia demorar até uma semana.

"Minha empresa depende 100% de energia, ficar 1 hora sem energia, para mim é fatal", disse Kader Boaventura à reportagem. Segundo ele, os criminosos ainda passaram um número 0800, como se fosse da CEB, para tirar dúvidas.
"Era tipo uma central. A gente ligava, e tinham duas a três pessoas diferentes que atendiam, sempre se identificando como CEB."

Diante do desespero de ver a padaria fechada por, pelo menos, uma semana, Kader pediu aos funcionários que fizessem o pagamento. No extrato, ele viu que o dinheiro havia caído em uma conta registrada em Campinas, interior de São Paulo.

"A maioria dos golpes vêm de lá. De imediato registrei a ocorrência", disse o empresário. Mesmo assim, ele afirma não ter esperança de recuperar o dinheiro.

A CEB informa que tomou conhecimento de que outras pessoas foram vítimas do mesmo tipo de golpe, mas não precisou o total. O único canal de atendimento da companhia é pelo número 116.

Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário