Caesb realiza operação contra gatos



Na manhã de ontem, a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) realizou operação contra as ligações clandestinas na quadra QS 18 do Riacho Fundo II. O “gato” desligado pela companhia abastecia cerca de 80 casas em construção além de outras 20 já ocupadas.


A denúncia foi feita à Administração Regional do Riacho Fundo II e encaminhada à Caesb. Gerente de Vistoria e Fiscalização da Caesb, Geraldo Donizeth Cruz Silva, afirmou que essas ligações clandestinas prejudicam usuários do serviço da companhia, impossibilitando o encher de caixas d’água que ficam no segundo andar de residências.

“Atuamos imediatamente assim que fomos demandados porque esta intervenção na rede de água prejudica os clientes regulares da Caesb, já que há redução na pressão”, completa
A Caesb estima que essa ligação já existe há cerca de um ano na quadra. Além dos 100 imóveis que foram verificados e se beneficiaram desse “gato” , há uma madeireira que encontra-se em um loteamento previsto para contemplar 300 residências.

Apenas no primeiro semestre de 2019 foram cerca de 33 mil ordens de serviço de fiscalização. Ficaram constatadas 1.100 irregularidades como a da QS 18. A companhia ressalta que há multa nesses casos. Para quem interfere irregularmente na distribuição de água, os valores podem variar de R$1.600 até R$72 mil.


Quem souber de “gatos” na rede de distribuição de água do DF pode fazer a denúncia diretamente para a Caesb. Os números para denunciar fraudes ou intervenções nas redes são 115 e 162. Assim como nesse caso em Riacho Fundo II, as administrações regionais também recebem esse tipo de denúncia.


Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário