Pai reencontra filha que assistiu menino ser esquartejado pela mãe em Samambaia


Após cinco anos sem nenhum contato com a filha, o agente penitenciário de Rio Branco (AC) Rodrigo Oliveira reecontrou, nesse domingo (02/06/2019), a menina que testemunhou a morte e o esquartejamento de Rhuan Maycon da Silva Castro, de 9. A garota de 8 anos havia sido raptada pela mãe, Kacyla Priscyla Santiago Damasceno, 28. A mulher confessou ter auxiliado a companheira Rosana Auri da Silva Candido, 27, a tirar a vida de Rhuan. O crime bárbaro ocorreu na sexta-feira (31/05/2019), em Samambaia Norte.


O servidor público do Acre chegou ao Distrito Federal em um voo comercial por volta das 8h desse domingo (02/06/2019). Primeiramente, ele foi levado até a 26ª Delegacia de Polícia, que investiga o caso e, mais tarde, seguiu para o abrigo onde encontrou a filha. Ainda muito abalado com a situção, preferiu não dar declarações.

O delegado responsável pelo caso, Guilherme Sousa Melo, pretende viajar nesta semana ao Acre para descobrir como era a vida das crianças antes de passarem a viver clandestinamente com Kacyla e Rosana Auri da Silva Candido, mãe e assassina de Rhuan.

Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário