Complexo Cultural de Samambaia dá início às suas atividades


A Associação Imaginário Cultural baseia-se nas diretrizes do Complexo Cultural e do Conselho de Cultura da cidade para gerir e montar uma programação diversificada ao público de Samambaia, oferecendo aos moradores atrações de qualidade e em constante diálogo entre a arte e a sociedade. Durante um ano, serão executadas atividades que estimulam a formação permanente e continuada de artistas e do público, estimulando a promoção e a difusão cultural,a troca de informações e transmissão de saberes, além de intercâmbios e residências artísticas. Tornando-se referência em atividades culturais, sócio educacionais e do lazer em Samambaia, através de curadoria, gestão e coordenação técnica de atividades e programação adequada com as diretrizes do Complexo Cultural Samambaia, estima-se atender cerca de 9.600 (nove mil e seiscentas) pessoas no primeiro ano de atividades. O Complexo Cultural Samambaia, composto por nove espaços, possibilita o desenvolvimento simultâneo de diversas atividades, facilitando a transversalidade de linguagens e proporcionando uma riqueza de acesso ao público para todos os gostos das artes.

Sobre a cidade e o Complexo

Criada em outubro de 1989 para “assentar famílias de baixa renda oriundas de invasões e fundos de quintal”, Samambaia encontra-se hoje em constante ascensão social e econômica, sendo a quarta Região Administrativa mais populosa do Distrito Federal, predominantemente compostas por jovens. Verifica-se na cidade uma efervescência artística intensa, diversificada e surpreendente, síntese da população multiétnica e multicultural. As manifestações estão ligadas a teatro, cinema, cultura popular, religião, cultura de massa, cultura urbana, educação e luta pela inclusão social. Em comum, a criatividade dos artistas, busca de oportunidades, reconhecimento e valorização. Obras artísticas da cidade são reconhecidas no DF, no Brasil e em diferentes países.

A primeira vez que se falou de implantar um equipamento público cultural em Samambaia foi em 2007, uma vez que a cidade não dispunha de qualquer espaço público fixo de fruição cultural. A partir daí, iniciou-se uma batalha encampada pelo movimento cultural, diverso e efervescente, pelo conselho de cultura local, simpatizantes e apoiadores da arte na e da cidade. Para obter êxito nessa empreitada não bastava uma ideia vaga na cabeça de poucos interessados. Era preciso aprofundá-la de forma estratégica, buscando o apoio da sociedade e o investimento do governo. O movimento artístico local cresceu, tomou corpo, passou a ter cada vez mais adesões e participação em saraus, acampamentos e diversas ações em que se clamava pelo olhar, sensibilização e compromisso do poder público com a causa o que, por fim, se realiza hoje, com a inauguração do tão sonhado e batalhado Complexo Cultural Samambaia, capaz de abrigar a diversidade do fazer artístico da região e tornar os bens culturais acessíveis à população.

Reunião da equipe do Complexo
Em breve, o público poderá conhecer melhor as ações/atrações já programadas, como o “Sarau da Dona Verônica”, o “Som de Garagem”, as oficinas artísticas, o projeto “Vamos ao Teatro?”, o “Arraiá Cultural”, a “Colônia de Férias”, o “Festival Abayomi”, “Conexão Criativa”, além de residências artísticas, projetos de ocupação e pautas livres.
Para acompanhar tudo isso de perto, basta acessar as redes sociais do Imaginário Cultural e o site do Complexo Cultural Samambaia, que será disponibilizado ao público nas próximas semanas.
COMPLEXO CULTURAL SAMAMBAIA
Coordenação de Programação e Atividades Formativas: Marília Abreu
Coordenação Administrativa e Financeira: Salvani da Silva
Produtora Executiva: Ana Paula Pereira
Supervisores de Programação: Alan Mariano e Tássia Aguiar 
Secretárias: Milena Benigno e Suene Karim
Assessoria de Comunicação e Difusão: Josuel Junior 
Assessoria de Imprensa e Web Designer: Caio Eduardo Almeida
Designer Gráfico: Ramon Duarte 
Registro Fotográfico: Davi Mello
Registro de Vídeo: 3º Andar

Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário