Bandidos assaltam ônibus no DF e comemoram: “Deu bom, só telefone top”



A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) deteve quatro pessoas que praticaram um assalto a coletivo na manhã desta quarta-feira (22/05/2019), em um ônibus da Piracicabana que fazia a linha Planaltina-Plano Piloto. Armados com pistola e facas, o grupo anunciou o roubo na altura do Balão do Colorado, por volta das 5h.
MEGA FEIRÃO
Depois do assalto, o condutor conduziu o ônibus até a 13ª Delegacia de Polícia (Sobradinho I), onde as vítimas registraram o boletim de ocorrência e descreveram os criminosos. “Inicialmente, os suspeitos foram localizados e conseguiram fugir, mas logo conseguimos captura-los. Na delegacia, os dois adultos foram prontamente reconhecidos”, contou o delegado-chefe da 13ª DP, Hudson Maldonado. Os outros dois assaltantes eram menores de idade.


A polícia descobriu que, após o crime, um dos bandidos enviou um áudio a um suposto receptador, identificado apenas como Francisco. Na gravação (ouça abaixo), ele comemora o resultado do assalto e diz ter “derrubado” 15 celulares de alta qualidade.
“[sic] Francisco, aqui é o Galego. Nós ‘meteu’ a fita no baú hoje, de manhã cedo. Deu bom: 15 telefones. Se você quiser comprar um [Samsung] J5 barato… para você, eu vendo barato. Eu te liguei na hora de nós roubar, parceiro, tu não apareceu, aí roubou só eu e os três ‘pivetes’. Nós ‘roubou’, mais ou menos, R$ 130 do caixa e 15 telefones. Só telefone top… Só telefone doido, parceiro [sic].”
CARBONARO ADVOGADOS


Pelo fato de ser o mais velho do bando e se referir aos outros três como “pivetes”, o delegado acredita que o “galego” seja Patrick Borges de Matos, 22 anos. Ele é o líder do grupo e era o único a portar arma de fogo durante o assalto; os outros três levavam facas. “Ele disse que aquilo ali era um sequestro e queria ver derramar sangue”, disse o delegado.
As armas usadas não foram encontradas e a polícia trabalha para identificar quem é o Francisco para quem Patrick enviou o áudio. “Temos que apurar se ele realmente era só receptador e comprava esses celulares roubados ou se ele encomendava esse produtos. Se for confirmado a prática de encomenda, ele responde junto com os demais por roubo”, explicou Maldonado.


Os policiais conseguiram localizar o grupo porque o serviço de localização do celular de uma das vítimas estava ligado. Por meio do acionamento do GPS do smartphone, a PCDF chegou aos suspeitos.
Um dos maiores e um dos menores detidos na ação já tinham passagem pela polícia. Os outros dois nunca passaram por uma delegacia e, agora, os quatro membros da quadrilha responderão por roubo.





Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário