Três homens são presos em operação que investiga golpe do financiamento fácil no DF



Três donos de um comércio em Taguatinga, no Distrito Federal, foram presos em uma operação, deflagrada nesta sexta-feira (26), que investiga o golpe do financiamento fácil. Os homens são suspeitos de enganar ao menos 13 pessoas e, segundo a Polícia Civil, um dos presos é pastor evangélico e foi candidato a vereador em Santo Antônio do Descoberto (GO).


De acordo com as investigações, quando algum cliente se interessava por um carro, mas não tinha crédito aprovado, os vendedores pediam o pagamento de uma taxa de cerca de R$ 900 – valor próximo a um mês de prestação – para liberar o financiamento.

Como o procedimento era ilegal e criminoso, mesmo depois de pagar a quantia, o cliente não conseguia o financiamento e também não levava o carro. Em alguns casos, as vítimas procuraram os golpistas pedindo o dinheiro de volta, mas não receberam.

De acordo com os investigadores, os suspeitos chegaram até a fecharam a loja após as denúncias registradas e abriram outra, com nome diferente para "despistar" as vítimas e manter o esquema.


Eles são alvos de 3 mandados de prisão preventiva, por tempo indeterminado, e vão responder por estelionato e associação criminosa. A polícia também cumpriu 5 mandados de busca e apreensão na loja e na casa dos suspeitos.



A operação é realizada pela Coordenação de repressão aos crimes contra o consumidor, a ordem tributária e a fraudes (Corf) e foi batizada de "Corcovado". O nome faz referência ao morro da cidade do Rio de Janeiro, porque a empresa dos suspeitos tinha as iniciais R.J.

Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário