GDF recua e aguarda nova análise para decidir se acaba com Passe Livre




Depois da repercussão negativa com o vazamento do projeto de lei que acaba com a gratuidade do Passe Livre Estudantil, o governador Ibaneis Rocha (MDB) recuou e pediu novas análises de impactos financeiro e social sobre as alterações no benefício. Segundo integrantes do GDF informaram nesta terça-feira (5/2), não há previsão para que um novo texto seja encaminhado à Câmara Legislativa.
Metrópoles divulgou em primeira mão a proposta que seria protocolada nesta terça-feira (5/2) na CLDF, primeiro dia oficial dos trabalhos em plenário na nova legislatura.
A primeira versão do projeto determinava que alunos “regularmente matriculados nos ensinos superior, médio e fundamental, da área urbana e rural” pagassem um terço da tarifa aplicada nas linhas de ônibus e do metrô durante o deslocamento para as instituições de ensino.
CASA DE CARNES
A medida valeria tanto para estudantes da rede pública quanto para os de colégios particulares que possuíssem renda familiar total inferior a três salários mínimos ou que fossem beneficiados por bolsa de estudo. Os alunos da rede privada que não se enquadrassem nesses dois critérios deveriam pagar a tarifa cheia, ou seja, sem desconto algum.
Agora, outras possibilidades estão em estudo. Entre elas, manter a gratuidade para os estudantes da rede pública e acabar com o benefício para os alunos das escolas particulares. Nesse caso, apenas os bolsistas continuariam com o passe livre.
Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário