Secretário de Transporte diz que não há previsão de reajustar passagem

Nesta quarta-feira (9/1), o secretário de Transporte e Mobilidade do Distrito Federal, Valter Casimiro, disse que não há previsão de aumentar o valor das passagens este ano.
“Os técnicos nos informaram que os R$ 500 milhões previstos na Lei Orçamentária Anual são suficientes para pagar o subsídio [repassado às empresas de ônibus]”, explicou.
O último aumento no valor das tarifas de ônibus e metrô foi em janeiro de 2017. O reajuste de até 25% foi aplicado por decisão judicial, após embate entre o GDF e a Câmara Legislativa, afetando mais de um milhão de pessoas que dependem do sistema de transporte público.
As passagens passaram de R$ 2,25 para R$ 2,50 nas linhas circulares internas; de R$ 3 para R$ 3,50 nas de ligação curta; e de R$ 4 para R$ 5 nas viagens de longa distância, integração e metrô.
O secretário ressaltou, entretanto, não ser possível garantir o congelamento dos preços para os próximos anos, pois são levadas em conta questões econômicas e de equilíbrio do sistema. “Mas não posso dizer que daqui a um ano não teremos aumento da tarifa em função da inflação e de um todo aspecto macroeconômico que a gente precise reve
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário