GDF e governo federal oferecem 70 mil vagas em concursos para 2019


Os orçamentos sancionados pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), e pelo governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), trazem excelentes notícias para os concurseiros de Brasília. Somadas, as oportunidades chegam a quase 70 mil vagas – 48.224 federais e 21.172 distritais –, isso sem contar os processos seletivos de empresas públicas, que possuem autonomia para promover certames, pois contam com recursos próprios.
CCI

Ao todo, o Orçamento do país para 2019 conta com R$ 3,38 trilhões para investimentos, sendo R$ 351,35 bilhões voltados ao custeio de gasto com pessoal, incluindo os recursos para inativos e pensionistas.
Confira a previsão de concursos federais
Para o Poder Legislativo, as vagas podem ser divididas da seguinte forma:
  • Câmara dos Deputados – 127 cargos a serem criados e 197 para provimento, totalizando 324 cargos
  • Senado Federal – 40 provimentos de cargos
  • Tribunal de Contas da União (TCU) – 20
Para o Poder Judiciário estão previstos 2.973 cargos, sendo 1.047 para criação e 1.926 para provimento. Essas vagas estão distribuídas da seguinte forma:
  • Supremo Tribunal Federal (STF) – 38 cargos
  • Superior Tribunal de Justiça (STJ) – 50 cargos
  • Tribunal Regional Federal (TRF) – 925 cargos, sendo 625 para criação e 300 para provimento
  • Superior Tribunal Militar (STM) – 30 cargos
  • Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e Tribunal Regional Eleitoral (TRE) – 1.240 cargos, sendo 370 para criação e 840 para provimento
  • Tribunal Superior do Trabalho (TST) e Tribunal Regional do Trabalho (TRT) – 684 cargos, sendo 52 para criação e 632 para provimento
  • Conselho Nacional da Justiça (CNJ) – 6 cargos
Já para o Poder Executivo será disponibilizada a maior quantidade de vagas: são 42.818 cargos, sendo 2.095 para criação e 40.723 para provimento.
Dessas vagas, 11.493 são para cargos e funções vagos sem especificações de órgãos, com isso a expectativa é que sejam feitos concurso para Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e Departamento Penitenciário (Depen), e também um novo concurso da Polícia Rodoviária Federal, conforme anunciado pelo diretor-geral da corporação.
Ainda de acordo com o documento, 22.559 vagas são para provimento de professores e técnicos administrativos em educação, de institutos e universidades.
Outros órgãos também serão contemplados, são eles:
  • Ministério Público da União (MPU) – 10 vagas
  • Conselho Nacional do MPU – 2 vagas
  • Defensoria Pública da União (DPU) – 2.032 vagas
Confira as oportunidades previstas pelo Executivo e pelo Judiciário do DF, além das forças de segurança:
Polícia Militar do DF – 947 provimentos
Polícia Civil do DF – 700 provimentos
Corpo de Bombeiros Militar do DF – 379 provimentos
Secretaria de Fazenda – A Sefaz-DF contratou o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) para organizar o seu próximo concurso. Serão ofertadas 120 vagas para o cargo de auditor-fiscal da Receita. A previsão é que o edital seja publicado em janeiro de 2019. A remuneração inicial é de R$ 14.970, e a jornada de trabalho é de 40 horas semanais. Com a progressão na carreira, a remuneração pode chegar a R$ 22.196,62. Os interessados precisam ter diploma de conclusão de curso de graduação de nível superior devidamente registrado.
Secretaria de Fazenda, Planejamento, Orçamento e Gestão – O aguardado concurso para a Seplag será lançado até abril de 2019. O certame ofertará 750 vagas, sendo 250 imediatas e 500 para cadastro de reserva, distribuídas entre os cargos de técnico e analista de políticas públicas e gestão governamental. O nível de escolaridade exigido é superior, para qualquer área – requisito da lei que criou a carreira. Os salários variam entre R$ 4,4 mil e R$ 9 mil.
Serviço de Limpeza Urbana – O SLU definiu que o Cebraspe será o responsável por organizar o seu próximo concurso. O edital, a ser lançado nesta semana, contará com 50 vagas imediatas e 100 para formação de cadastro de reserva para o cargo de analista de gestão de resíduos sólidos. O vencimento inicial do cargo é de R$ 5.070.
Secretaria de Estado do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos – O edital para o concurso da Sedest-DF oferta 314 vagas imediatas e formação de cadastro de reserva de 1.570 para os cargos de especialista em assistência social e técnico em assistência social. As inscrições estão abertas até o dia 24 de janeiro de 2019.
Departamento de Estradas de Rodagem – O DER-DF deve realizar novo concurso público em 2019. A previsão é que sejam ofertadas 289 vagas, sendo 41 para a carreira de analista de atividade rodoviária, 134 para técnico de atividades rodoviárias, 60 para agente de trânsito rodoviário e 54 para agente de atividades rodoviárias. Salários a partir de R$ 3.166,72.
Procuradoria-Geral do DF – A PGDF criou um grupo de trabalho para elaboração do projeto básico destinado à contratação da instituição que ficará responsável pela realização do concurso público para provimento de cargos de analista jurídico e de técnico jurídico. Serão ofertadas 57 oportunidades para analista jurídico e 43 para técnico jurídico. A remuneração inicial é de até R$ 7,3 mil.
Defensoria Pública do DF – A DPDF escolheu o Cebraspe como organizador do seu próximo concurso público. Serão ofertadas sete vagas e haverá formação de cadastro de reserva. Atualmente, a classe inicial da carreira de defensor público tem remuneração inicial de R$ 22.589,59 e jornada de trabalho de 30 horas semanais.
Controladoria-Geral do DF – A CGDF criou comissão organizadora do próximo concurso para o órgão. Um documento revela que as vagas serão reservadas para as carreiras de auditor de controle interno, que exigem diploma de nível superior.
Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal – Foi formada a comissão para o próximo concurso da Adasa. Assim, a previsão é que o certame seja publicado em 2019. Devem ser ofertadas 18 vagas para a carreira de regulador de serviços públicos e sete para técnico de regulação de serviços públicos. Os aprovados no concurso terão remuneração inicial que varia de R$ 4 mil, para técnico, a R$ 9,2 mil, para regulador. Já no topo da carreira, os servidores receberão R$ 5.667,59 e R$ 13.035,46, respectivamente, além de gratificações.
Secretaria das Cidades – A pasta realizará novo concurso público em 2019. A comissão do certame já foi formada. De acordo com um documento publicado no Diário Oficial do DF, serão ofertadas vagas nos cargos de analista e técnico da carreira planejamento e gestão urbana e regional do Distrito Federal.
Subsecretaria do Sistema Penitenciário – Foi aprovada a lei que cria 1.400 vagas para a carreira de agente penitenciário na Sesipe. O salário previsto no último concurso era de R$ 5,4 mil.
Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil – A Novacap rescindiu o contrato com a banca Inaz do Pará, responsável pela organização do certame. O processo seletivo, com 76 mil candidatos inscritos, foi adiado quatro vezes. As inscrições podem ser reabertas.
Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios – O TJDFT está estudando a realização do seu próximo concurso. De acordo com um documento publicado no site do órgão, o novo concurso poderá ofertar oportunidade para preencher os 296 cargos vagos para as carreiras de técnico e analista judiciário. O tribunal também já definiu o Cebraspe como responsável para o concurso que proverá vagas, em quatro cartórios do DF, para o cargo de notário. Em janeiro de 2019, um analista judiciário do TJDFT passará a ter remuneração de R$ 12.455,30. Já um técnico judiciário deve passar a ganhar R$ 7.591,39.
Tribunal de Contas do Distrito Federal – Os próximos concursos do TCDF devem ofertar 14 vagas, nas carreiras de: procurador (1), auditor de controle externo (7), técnico de administração pública (3) e analista de administração pública (3). Os salários variam de R$ 10,2 mil a R$ 27,4 mil.
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

1 comentários: