Estuprador que abordava mulheres em paradas de ônibus é preso

 A 33ª Delegacia de Polícia (Santa Maria) prendeu um homem suspeito de estuprar pelo menos três mulheres em paradas de ônibus, sempre nas primeiras horas do dia. De acordo com a Polícia Civil, o ele também roubava dinheiro e aparelhos celulares das vítimas. A PCDF acredita que outras mulheres foram vítimas de Ronan Gomes de Oliveira Araújo, e espera que elas compareçam à delegacia para reconhecê-lo, o que pode aumentar a pena do agressor sexual.
Segundo o delegado-adjunto Alberto Rodrigues, o estuprador aproximava-se das vítimas a pé, mostrava uma faca do tipo peixeira e as obrigava a acompanhá-lo até locais ermos de visibilidade prejudicada (lotes baldios, com mato alto) com o intuito de violentá-las.
O delegado explicou, ainda, que durante as investigações foi possível constatar que os estupros não se tratavam de casos isolados. “Pelo contrário, foi possível identificar um padrão de abordagem criminosa que visava vítimas do sexo feminino. Ele não utiliza veículos de transporte e envolvia a vítima com uma espécie de chave de pescoço”, disse.
As investigações mostraram, também, que as características físicas do agressor, descritas pelas vítimas, eram similares. A PCDF informou que os três crimes foram praticados no período de 10 dias, em dezembro do ano passado.
“Acreditamos que outras mulheres possam ter sido vítimas de estupro praticados pelo este indivíduo.
Solicitamos a divulgação ampla da foto do suspeito para que elas possam reconhecê-lo, e registrem boletim de ocorrência policial”, solicitou o delegado.
Segundo o último balanço da Secretaria de Segurança Pública do DF (SSP), o Distrito Federal registrou, em 2018, uma média de quase dois estupros por dia. Os dados mostram que foram 617 casos de janeiro a novembro, contra 685 no mesmo período de 2017. Somente em novembro, foram registrados 41 casos, a maioria, ou 28, de crianças e adolescentes.
Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário