Depressão leva jovem a tirar a própria vida em Samambaia



Recebemos a triste notícia que uma moradora da QR 323 de Samambaia foi encontrada sem vida em sua residência.
Familiares e amigos estão sem chão e em prantos nesse momento.
De acordo com pessoas próximas, 
Tamires Mesquita tirou a própria vida.
Deixamos aqui o nosso pesar a todos amigos e familiares.


Suicídio e depressão são muito relacionados. Mas é muito importante ressaltar que nem todas as pessoas que apresentam um transtorno depressivo têm o risco de cometer suicídio. A tendência a tirar a própria vida está relacionada a alguns fatores, sendo os mais importantes os seguintes:

  • A gravidade do quadro depressivo: nos quadros depressivos graves, a porcentagem de tentativa de suicídio é muito mais elevada
  • O uso de álcool e drogas: que podem causar estados depressivos pós uso e são extremamente graves, pois potencializam estados depressivos já existentes
  • Situações existenciais pessoais com uma somatória de fatores: idade, presença de uma doença crônica ou terminal, desesperança
  • Presença de traumas psicológicos como os abusos sexuais infantis.

Como perceber que uma pessoa com depressão pode estar próxima do suicídio?

Geralmente a pessoa manda uma série de sinais através do comportamento, mas que nem sempre são percebidos ou então não são levados a sério. Qualquer pessoa que tenha um agravamento muito severo de um quadro depressivo, a ponto de não querer mais viver (mesmo que não mencione se matar), é um candidato em potencial ao suicídio. Se nessa situação falar que quer morrer deve ser levado a sério, pois muitos que ameaçam o suicídio realmente fazem a tentativa, às vezes não por vontade de se suicidarem propriamente, mas simplesmente por estarem cansados de viver.
depressão é uma doença multicausal e bastante complexa. Vários são os fatores que podem agravá-la a ponto de levar uma pessoa a tirar a própria vida:
  • A dificuldade ou recusa em buscar ajuda ou tratamento: a doença vai tendo uma evolução progressiva levando o indivíduo à total falta de energia. O "eros" é vencido pelo "tanahos", na acepção de Freud, ou numa linguagem mais simples, o impulso que nos direciona à vida é sobrepujado pelo impulso que nos direciona à morte.
  • Outros problemas psiquiátricos ligados ao suicídio

    Como já foi mencionado, podemos encontrar suicídio nas psicoses. Nestas doenças podem ocorrem alterações na percepção da realidade ou alucinações. A pessoa pode ouvir vozes que podem ordenar que a pessoa se mate ou cometa alguma atrocidade. É comum em formas de esquizofrenia e em outras formas de psicose.
    Também encontramos tentativas de suicídio e suicídio nos transtornos de personalidade, principalmente nos de tipo Borderline.
    Ainda encontramos suicídio nas doenças pré-demenciais e demenciais, geralmente associadas a alterações do estado de consciência - as chamadas "criptomnésias" - por alguns momentos a pessoa recobra o estado de lucidez, percebe seu estado demencial e não consegue conviver com isto.
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário