GDF terá um ano para refazer licitação de transporte coletivo

A Justiçaa do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) referendou, nesta quarta-feira (28/11), a decisão de anular a concorrência pública do sistema de ônibus do governo local. Por sentença proferida pela 3ª Turma Cível, os desembargadores rejeitaram a argumentação do Governo do Distrito Federal (GDF) e determinaram que uma nova licitação seja feita no prazo máximo de um ano.


chegou a ser adiada em seis oportunidades diferentes. Em setembro, o desembargador Flávio Rostirola decidiu pedir mais tempo para apresentar o seu voto – o último do julgamento.
À época, o magistrado argumentou que a anulação imediata dos contratos afetaria um “sistema muito complexo” e poderia ocasionar demissão em massa de 12 mil trabalhadores do transporte público local
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário