Mulher que desapareceu em Samambaia no primeiro dia de trabalho é encontrada


Após mais de 24 horas de busca, a família de Alzenir de Oliveira Pinto, 62 anos, conseguiu encontrar a auxiliar de serviços gerais, que desapareceu na manhã de terça-feira (16/10). Segundo os parentes, ela estava desnorteada e ficou perambulando pelos arredores de Taguatinga, após não conseguir voltar ao seu local de trabalho, no Centro de Ensino Médio EIT.
Alzenir foi achada pelos filhos às 17h de quarta-feira (17), próximo à Rede de Ensino Certo, enquanto eles a procuravam pela região. A distância entre último lugar em que foi vista e onde a localizaram é de mais de 1km.
Janaína de Oliveira, 44, uma das filhas de Alzenir, afirmou que a mãe já foi levada ao médico e está bem fisicamente. Ela sumiu no primeiro dia de trabalho na escola. Como ela permaneceu desorientada por um tempo, deve retornar o tratamento psicológico imediatamente.
Por volta das 8h de terça (16), Alzenir teria dito a uma colega de trabalho que sairia para lanchar. No entanto, deixou a bolsa com os documentos e dinheiro na escola. Moradora da Guariroba, em Ceilândia, ela deveria ter voltado para casa com uma de suas netas, mas a jovem soube que a avó, que enfrenta depressão, tinha desaparecido quando foi buscá-la no colégio.
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário