Filhos podem 'herdar' características de ex-parceiros da mãe, diz pesquisa


Cientistas da Universidade de New South Wales, na Austrália, descobriram que filhos podem "herdar" características de ex-parceiros sexuais da mãe. O fenômeno foi observado em moscas da espécie Telostylinus angusticollis e descrito em um artigo na revista científica "Ecology Letters".
A ideia de que a prole pode se parecer com parceiros sexuais anteriores da mãe já existia na Grécia Antiga, quando foi chamado de "telegonia". Porém, a ideia foi esquecida com o advento da genética.
Sobre a espécie Telostylinus angusticollis já se sabia que as características adquiridas ao longo da vida pelos machos são transmitidas para a prole, influenciando o tamanho dos filhotes.
O que os cientistas fizeram foi manipular o tamanho dos machos por meio de dietas diferentes, de modo que alguns ficassem menores e outros, maiores. Depois, fizeram as fêmeas copularem com dois machos de características diferentes: um grande e outro pequeno.
Parecidos com o ex
A primeira cópula ocorreu quando os óvulos da fêmea ainda eram imaturos e a segunda, em uma fase madura. O que foi observado foi que a prole apresentou características similares ao primeiro parceiro da fêmea.
A explicação para o fenômeno é que moléculas do sêmen do primeiro parceiro foram absorvidas pelos óvulos imaturos da fêmea, influenciando o crescimento da prole gerada pelo segundo parceiro.
"Descobrimos que, apesar de o segundo macho ter gerado a prole, o tamanho foi determinado pelo que os primeiros parceiros comeram enquanto larvas", diz a pesquisadora Angela Crean, uma das autoras do estudo.
"Sabemos que as características presentes nas famílias não são apenas influenciadas pelos genes que são passados dos pais para seus filhos. Vários mecanismos de herança não-genéticos tornam possível que fatores ambientais maternos ou paternos influenciem as características de uma criança", observa a cientista.
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário