Motorista que matou mãe e filha pega 11 anos de prisão


O Tribunal do Júri de Águas Claras condenou o motorista que provocou acidente que matou mãe e filha em Águas Claras. O caso ocorreu em maio de 2014. Pelos dois homicídios e duas lesões corporais,Rafael Yanovich Sadite foi condenado a 9 anos, 4 meses e 15 dias de reclusão. Quanto ao crime de embriaguez ao volante, a pena estipulada foi de 1 ano, 7 meses e 15 dias de detenção, mais 14 dias-multa à razão de unitária de 1/30 do salário mínimo. A pena será cumprida, inicialmente, em regime fechado.
O julgamento durou mais de dez horas e ocorreu na última terça-feira (28). De acordo com a sentença, o réu dirigia o carro sob efeito de álcool e a 130 km/h, em via cuja velocidade máxima permitida é de 60 km/h, assumindo o risco de provocar um acidente fatal, o que de fato ocorreu. Alessandra Tibau Trino Oliveira e a filha dela, Júlia Trino Oliveira, não resistiram aos ferimentos. Gabriel Gomes Faria Oliveira e Leandro Ianoviche Adão ficaram feridos.
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário