Polícia Militar apresenta resultados em Samambaia com Programa de Prevenção de Violência Doméstica

Resultado de imagem para provid samambaia 
O que é? 
Consiste em um policiamento orientado ao problema, o qual tem por objetivo o enfrentamento da violência doméstica, por meio de ações de prevenção, promovendo a segurança pública e os direitos humanos, realizando intervenções familiares com vítimas e agressores, encaminhando-os aos demais órgãos que compõem a rede de apoio e proteção. 

- Quem pode solicitar?

Pessoas em situação de violência doméstica, denunciantes e órgãos (MP, TJDFT, CREAS - Centros de Referência Especializado de Assistência Social), Conselho Tutelar, Delegacia Especializada, Núcleo de Atendimento a Famílias e Autorias de Violência Doméstica - NAFAVD e Defensoria Pública) que compõem a rede de apoio e proteção. 

- Onde solicitar?

Pessoalmente na Divisão de Programas e Ações Sociais do Centro de Polícia Comunitária e Direito Humanos (CPCDH), localizado na Avenida Sibipiruna, Lote 3/5 – Águas Claras – DF, ou por telefone: (61) 3910-1669.
Caso recente:
Quando de intensificação de policiamento, a equipe do PROVID bravo, recebeu  a informação da vítima (Assistida Provid), que o agressor havia arrombando a janela estava dentro da casa. J.N.G disse que o ex-companheiro falou que se ela chamasse a polícia mataria ela, o bebê, e depois se mataria, sendo assim foi pedido reforço policial da VTR 3036, que adentraram na residência e encontraram o agressor dormindo, e conduziram até a delegacia de polícia para registro. A.W.B (vulgo Zói) ao receber voz de prisão, se mostrou muito agressivo, tentando resistir à prisão. Posteriormente a vítima assistida Provid, informou que o ex-companheiro estava tão drogado que continuou usando lança perfume inclusive na presença da criança o fato aconteceu a quadra 425 de Samambaia Norte.


Integrantes

  PROVID bravo.

SGT SANDRA 
SD PAIVA

🚔 ⚡3035.
Apoio 3036
Sgts. Jodeny e Costa Gama

B.O 26DP Flagrante n°622/2018
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário