Cristão pode ser preso por 2 anos após dizer que homossexualidade é pecado

Um cristão está sendo acusado por um suposto “crime de ódio” após ter distribuído literatura cristã durante uma Parada Gay em Toronto, Canadá. Bill Whatcott foi ao evento em 2016 e entregou folhetos, além de fazer uma rápida pregação condenando a prática da homossexualidade. Acabou sendo processado pelos organizadores da Parada e poderá pegar dois anos de prisão.
Whatcott foi enquadrado em uma lei de 2013, que visa reprimir violações contra os “direitos humanos”. As acusações contra o cristão, que trabalha como motorista de ônibus afirmam que os panfletos entregues por ele promoviam a homofobia.
Na verdade, na parte da frente o material falava sobre doenças sexualmente transmissíveis pelo sexo anal com fotos ilustrativas. O verso trazia textos bíblicos alertando que a prática homossexual resultaria no “perigo eterno”, mas o arrependimento possibilitava “o dom gratuito da vida eterna”. O texto usava palavras como “imundícia” e “sodomia” para descrever a relação sexual homoafetiva.
Share on Google Plus

About LEANDRO PRODUÇÕES

UMA EMPRESA EM CRESCIMENTO NO RAMO DA MULTIMIDIA,PROJETOS GRÁFICOS,OU SEJA FILMAGEM DE EVENTOS,EDIÇÃO DE VIDEO ETC UM NOVO CONCEITO EM INOVAÇÃO MULTIMIDIA.

0 comentários:

Postar um comentário