Sob pressão, Brasil enfrenta Costa Rica pela 2ª rodada da Copa


Recuperado, o craque Neymar comanda o ataque; Fagner entra na lateral direita, no lugar de Danilo, que se contundiu no quadril; e a Seleção Brasileira, treinada por Tite, vai para cima dos costarriquenhos, a partir das 9h desta sexta-feira (22/6). O palco do confronto, pela segunda rodada do Grupo E da Copa do Mundo da Rússia, é a cidade de São Petersburgo.

Em campo e fora dele, muita pressão e tensão, ainda mais depois de atletas, comissão técnica e torcedores acompanharem o drama vivido pela Argentina, que perdeu de 3 x 0 para a Croácia nessa quinta-feira (21). Há uma só certeza: os jogadores do Brasil não podem vacilar se quiserem tranquilizar mais de 200 milhões de torcedores – e eles próprios.

A ideia de Tite era repetir a formação que empatou com a Suíça por 1 x 1 no domingo (17), na estreia brasileira na Copa. Mas, com a lesão de Danilo, isso se tornou impossível. Assim, a equipe que vai encarar a Costa Rica terá: Alisson; Fagner, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro, Paulinho e Philippe Coutinho; Willian, Gabriel Jesus e Neymar (confira abaixo a escalação completa das duas equipes).
Nessa quinta, aliás, Neymar trabalhou na Arena Zenit e não aparentou sentir incômodo ou resquício de dores no tornozelo direito, embora os 15 minutos iniciais de treino tenham sido extremamente leves. Nesse período, os jogadores apenas se aqueceram, para depois iniciarem trabalho de movimentação.
Sem condições de jogo, Danilo iniciará tratamento com fisioterapia e seguirá em observação pelo departamento médico da Seleção. O duelo desta sexta (22/6) será o primeiro de Fagner em uma Copa do Mundo. O lateral precisará lidar com um período de quase dois meses sem jogar. Ele não entra em campo desde 29 de abril, quando se lesionou em partida pelo Campeonato Brasileiro.
O técnico Tite reconhece que o embate contra a Costa Rica é decisivo para o futuro do Brasil na Copa do Mundo da Rússia. Mas garante que, passada a ansiedade da estreia, a equipe vai saber se impor em campo. “O jogo tem caráter decisivo em função do empate na primeira partida e temos consciência disso”, admitiu o treinador.
Costa Rica
Derrotada por 1 x 0 pela Sérvia em sua estreia na Copa, a Costa Rica não terá grandes mudanças para o duelo com o Brasil. O técnico Óscar Ramírez confirmou que só fará uma troca na escalação, com a entrada do meio-campista Bryan Oviedo no lugar de Cristian Gamboa.
“Posso confirmar a escalação, com Oviedo no lugar do Gamboa. Vamos manter a estrutura para um jogo que deverá ser complexo”, afirmou o treinador, que era pressionado a fazer mais mudanças em razão da atuação apagada dos costarriquenhos em sua estreia na competição.
Assim, a Costa Rica vai entrar em campo com a seguinte escalação: Keylor Navas; Gamboa, González, Acosta e Óscar Duarte; Guzman, Oviedo, Borges e Venegas; Brian Ruiz e Ureña.
A Costa Rica é a única equipe que ainda não pontuou no Grupo E – pois Brasil e Suíça empataram na estreia, com 1 x 1 – e, assim, corre risco de ser eliminada da Copa do Mundo com uma rodada de antecedência.
Ramírez reconheceu que a tarefa da sua seleção é complicada, além de ter indicado as jogadas de bola parada como tática para surpreender o time de Tite. Foi assim, aliás, que os suíços marcaram o seu gol no domingo passado (17/6) contra o Brasil, deixando os brasileiros nervosos e sem confiança na Seleção.

Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário