Neymar foi mais eficiente na estreia do Brasil em 2014

Preso à marcação dos suíços, ou parado com faltas que pareciam contar com a anuência da arbitragem, o craque deixou a desejar na partida disputada na Arena Rostov. Arriscou pouco seus habituais dribles e mesmo os chutes de fora da área, uma de suas características marcantes. Também pecou às vezes por prender demais a bola.
Sem a inspiração de Neymar, o Brasil não conseguiu superar o adversário - voluntarioso, mas fraco tecnicamente. Ele até que tentou decidir com um cabeceio que quase surpreendeu o goleiro, um chute na qual a bola bateu na rede pelo lado de fora e um passe açucarado para Philippe Coutinho, que não teve sorte na sequência da jogada e perdeu o gol.
Mas, para Neymar, considerado como um dos três melhores jogadores do mundo, isso é pouco. Ele poderia ter criado mais pelo setor esquerdo com a ajuda de Philippe Coutinho e Marcelo ou mesmo cair pela direita a fim de confundir a marcação.
Em comparação à estreia de Cristiano Ronaldo, por Portugal, Neymar ficou muito aquém. Talvez no mesmo patamar de Messi, que também decepcionou no primeiro jogo da Argentina na Copa da Rússia e chegou até a perder um pênalti.
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário