Internautas trocam ofensas sobre Parada do Orgulho LGBT em Samambaia


A parada do Orgulho LGBT em Samambaia que acontecerá no dia 10 de junho, tem provocado uma guerra de comentários de internautas e moradores da cidade, sobre o evento.

Em alguns comentários e possível ver trocas de ofensas e palavras de baixo escalão, para alguns moradores de Samambaia, o evento será uma baderna e com confusões diretamente na Samambaia Norte.

“Pela possibilidade de lutarmos por um Estado laico de fato, que respeite os direitos e a dignidade de todas as pessoas e não legisle sob qualquer perspectiva religiosa. Porque o fundamentalismo que controla a vida das mulheres é o mesmo que discrimina e assassina LGBT+ cotidianamente, principalmente travestis e transexuais: MEU VOTO, MINHA CIDADANIA, DIGA NAO A HOMOFOBIA. TRAVESTI NÃO É BAGUNÇA!”

"Somos livres e só queremos respeito" diz uma simpatizante do evento



VEJA A PROGRAMAÇÃO:

Ato celebra todas as formas de amar com shows, DJs e atrações especiais.
12h - Galinhada do voluntariado.
13h - Montagem do som/trio elétrico.
14h - Abertura com DJs e falas políticas: Nathanna Falcão, Guto Silva, Bonnie Butch e Felipe Silver.
15h - Show de talentos: Marcos Bornyer (canto), Elaine Cristina (canto), Maria Rojava (drag queen/poesia) e Lucas Gomes (performance em grupo).
16h - Hino nacional e início do percurso - Av. principal da Samambaia Norte 200/400, da feira permanente até Corpo de Bombeiros e retorno ao ponto inicial.
19h30 - Shows com drag queens: Verônica Strass, Lushonda (madrinha da parada), Stefany Joly, Athena Lapontierry, Náthally Mahailla, Shihara, Elloa Negrinny e Havena Wandelukx.
22h - Encerramento.
Apoio: Capital Club, Verônica Strass, Nando Log, Fábio Martins e Lips Graphic Fotografia

.

Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário