Começa a temporada de festas juninas em Samambaia neste sábado (02/06)

Comidas típicas, quadrilhas, decoração alegre e muito forró. Esses são os principais ingredientes das festas juninas. Embora muito comemorada em Brasília e no país todo, a festa tem elementos de várias partes do mundo: a quadrilha veio dos antigos bailes franceses, o colorido era uma tradição espanhola, os fogos de artifício vieram da China. As comidas se originam de algo mais antigo que o próprio cristianismo: a tradição pagã, na Roma Antiga, realizada para comemorar a chegada do verão europeu.

Para a estudante Gabriela Borges, 25 anos, o período de festas juninas é o melhor do ano. Desde pequena, ela frequenta as festanças, sejam as menos conhecidas, sejam os grandes eventos que a capital sedia. “De qualquer forma, em todas,sempre há muita animação e comidas típicas deliciosas. O povo brasiliense, festeiro como é, começa com as comemorações logo em maio e só termina em agosto”, conta ela.

Circuito Brasília Junina
Para a subsecretária de Cultura do DF, Jaqueline Fernandes, as festas juninas são uma das manifestações culturais mais fortes no Brasil e em Brasília. Segundo ela, tradição é muito relevante em Brasília devido à capital ser “um mosaico de culturas de todo o país”. A subsecretária adianta que, neste ano, o governo trará duas ações oficiais para celebrar o São João: o Circuito Brasília Junina e a transformação desse projeto em uma política de Estado.

Com isso, o GDF espera promover as festas juninas e suas cadeias produtivas. Este ano será a segunda edição do Circuito Brasília Junina, que passará por seis cidades em 19 dias de evento. Cerca de 40 quadrilhas se apresentarão durante a turnê, sendo que as duas melhores equipes serão selecionadas para participar do Campeonato Brasileiro de Quadrilhas Juninas. Além disso, Brasília contará com 70 festas juninas espalhadas pela cidade.

Mas há quem prefira celebrar em casa. É o caso da psicóloga Ananda Martins, 26 anos. Ela realizará a quarta edição do seu próprio arraiá. “Fiquei dois anos sem fazer a festa e muitos amigos vieram me cobrar. Alguns já me perguntaram, bem antes, se haveria festa este ano, só para poderem se programar. Festa Junina não tem como ser ruim ,ainda mais na sua própria casa, compartilhando só com pessoas queridas”, conta ela.

Tradição
Para algumas pessoas, as festas juninas e suas tradições vão além do entretenimento. O presidente da União Junina — a federação brasiliense ligada à Confederação Nacional de Quadrilhas Juninas e Grupos Folclóricos do Brasil (Conaqj) — Hamilton Tatu, dança quadrilha há 28 anos, e é o fundador da Quadrilha Pau Melado, de Samambaia. O grupo é heptacampeão no Campeonato Brasileiro de Quadrilhas Juninas.

Hamilton conta que a família toda faz parte da quadrilha. “Essa dança corre na minha veia. É como se o movimento junino fosse a minha segunda casa. Para muitos de nós que moramos nas cidades, a diversão é a prática da quadrilha. Se eu tiver que morrer um dia dançando em um tablado de quadrilha junina, pode saber que eu vou morrer feliz”, diz, emocionado.

Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

2 comentários:

  1. Bom...desde que eu conheço este homem tatu..ou este tatu homem...kkk..eu só sei que sempre fez o povo de Samambaia feliz com suas festas e suas danças...
    Samambaia ficou pequena pra ele e os seus...Brasília virou o seu quintal...pois pra muito longe já foi com seus pequenos e pra muito mais longe Deus os levará. ..
    Sucesso sempre meu amigo
    Brito seu criado

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Hamilton tatu por sempre estar lutando em prol da cultura e o social dentro de nossa comunidade e em Brasília no geral! Que comece o são João

    ResponderExcluir