Racionamento e hiperinflação ameaçam mercados de Samambaia e do DF por desabastecimento

A greve dos caminhoneiros afetou o abastecimento de comida em supermercados, hipermercados e centros de distribuição do Distrito Federal nesta quinta-feira (24). Na Ceasa-DF, o preço dos produtos no varejo subiu. Sacos de batatas que custavam R$100 chegaram a R$160 e as caixas de tomate saíram por R$130 – custavam R$50. Supermercados indicaram racionamento.
Gerentes atestaram falta de itens perecíveis e temem pelo faturamento, prejudicado desde a última segunda-feira (21). Em outros centros de distribuição, os estoques estão em baixa. Uma unidade do Carrefour, na Asa Norte, instalou uma placa na loja, limitando a compra dos clientes a cinco unidades do mesmo item. Já no Extra, também na Asa Norte, outra placa indicava a indisponibilidade de alguns produtos, mas sem indicar racionamento.
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário