GDF suspende aulas da rede pública nesta sexta em virtude da greve de caminhoneiros

As aulas nas escolas da rede pública estão suspensas. Esta foi a primeira medida anunciada pelo gabinete de crise, montado pelo governo Rollemberg (PSB) para minimizar os impactos da greve dos caminhoneiros no Distrito Federal. O Palácio do Buriti também determinou que a Polícia Civil instaure inquérito para apurar crimes contra a relação de consumo e a economia brasiliense.
O governador ordenou à Polícia Militar do DF (PMDF) que desobstrua as rodovias federais e ainda garantiu que o Instituto de Defesa do Consumidor (Procon-DF) vai redobrar esforços para fiscalizar e reprimir abusos contra o bolso do consumidor. Com o abastecimento de combustíveis em xeque, o chefe do Executivo determinou que prioridade será em manter os tanques cheios para a Saúde, Segurança, bem como SLU, CEB e Caesb.
Confira a nota do governo na íntegra:
“Nota à imprensa
O governador Rodrigo Rollemberg determinou à Secretaria de Educação que suspenda as aulas, nesta sexta-feira (25), nas escolas públicas do Distrito Federal. A medida visa garantir a segurança das crianças diante da possibilidade de novas interrupções, assim como melhorar a mobilidade no trânsito da cidade.
Rollemberg determinou ainda que a Polícia Civil instaure investigação criminal para apurar crimes contra a relação de consumo e a economia popular.
Determinou também que a Polícia Militar trabalhe para desobstruir as rodovias federais, de acordo com decisão da Justiça Federal, e que o PROCON-DF continue com o trabalho de fiscalização e punição aos postos de gasolina que praticarem preços abusivos.
Também determinou que no âmbito do governo de Brasília se garante prioritariamente o abastecimento de combustível dos veículos que prestam serviços essenciais à população, como Segurança, Saúde e SLU, e emergenciais como Caesb e CEB.
GOVERNO DE BRASÍLIA”
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário