Mulher encomenda morte do próprio marido para ficar com bens

Uma investigação por roubo no lar de um casal revelou, na manhã desta sexta-feira (20), um crime encomendado pela esposa contra o marido. Raimundo Vanderly Alves de Melo, titular da 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Sul), informou que Orlandina Gomes Viana, 50 anos, tinha planos de matar o companheiro, de 56, e ainda mentiu a identidade – estava foragida das autoridades de Goiânia (GO).
Conforme o delegado, após a apuração pelo roubo na residência, Caio de Jesus Ramos foi detido como coautor. Pressionado, ele revelou ter sido contratado pela mulher para assaltar a casa, junto a outra pessoa, e deixar um bilhete de ameaça. “Segundo relatos, quando eles entraram na casa, a companheira do homem havia dado Rohypnol (o popular ‘boa noite , Cinderela) para ele. Após esse episódio, ela contratou novamente os assaltantes para roubar o carro dele”, detalhou Vanderly.
Como o marido estava muito assustado, a mulher, que dizia estar grávida de gêmeos, sugeriu para ele transferir os bens para seu nome, a fim de garantir o futuro das crianças. Em seguida, ela combinou de pagar R$ 2 mil aos dois homens contratados e ainda entregaria uma arma para eles matarem o companheiro, mas um dos suspeitos foi preso antes da ação. A carta ameaçadora deixada durante uma das ações teria sido escrita pela própria mandante do crime.
Ao deter a mulher, a polícia descobriu que ela agia sob nome falso e havia um mandado de prisão em aberto contra ela em Goiânia. A equipe da 21ª DP cumpriu a ordem judicial e, na casa dela, encontrou drogas, balança de precisão, dinheiro, revólver, espingarda e uma procuração de bens. A informação sobre a gravidez ainda não confirmada pelo Instituto Médico Legal (IML).
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário