Mãe que atirou bebê pela janela no DF será julgada nesta quinta (19/4)


Tribunal do Júri de Taguatinga julga, nesta quinta-feira (19/4), a partir das 9h, Olga Maria de Souza Fernandes, acusada de jogar seu filho recém-nascido pela janela do apartamento onde morava, no 6º andar. A ré será julgada por homicídio qualificado e por emprego de meio cruel contra pessoa menor de 14 anos.

De acordo com o processo, o crime ocorreu em 4 de junho de 2002, por volta de 23h, na CSB 4, em Taguatinga. Segundo consta, a denunciada, que residia sob os cuidados de uma tia, engravidou, mas escondeu de todos.

Com o fim da gestação, Olga foi para um cômodo da residência onde, com o auxílio de uma tesoura, expeliu o recém-nascido. Após romper o cordão umbilical, havendo o mesmo nascido com vida, atirou-o pela janela.

O bebê atingiu uma grade que cercava a residência e morreu. Olga responde ao processo em liberdade.
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário