Parte do viaduto da Galeria dos Estados desaba, no centro de Brasília


Uma grande parte do viaduto da Galeria dos Estados, no centro de Brasília, cedeu no fim da manhã desta terça-feira (6/2). Equipes do Corpo de Bombeiro e da Defesa Civil foram deslocadas para o local. Ainda não há informações sobre feridos nem se sabe o que causou o acidente. O acidente provocou um rombo no Eixão Sul que ocupa duas pistas.
Sob o viaduto que caiu, há grande fluxo de carros, que passam pela via para acessar o Setor Comercial Sul e o Setor Bancário Sul. Também há comércio no local. Com o incidente, o Eixão Sul teve o trânsito interrompido nos dois sentidos. 
O Departamento de Estradas e Rodagens (DER) recomenda que os motoristas que precisam passar pelo local do incidente deve seguir pelos eixinhos leste e oeste. Porém, o trânsito continuará interditado por tempo indeterminado até que seja feito o conserto da via. Já o Metrô está funcionando normalmente, afirmou a empresa.

 
"Tremeu tudo" 


Os comerciantes da Galeria dos Estados relataram o susto. Whendre Alves, dono de uma loja de armas, disse que, no momento do desabamento, o chão vibrou como em um terremoto. “Tremeu tudo. Aí, em seguida, o barulho dos alarmes disparou.”

Mesmo com o susto, Whendre não viu pânico. “As pessoas ficaram muito assustadas, mas não houve desespero. A maior preocupação era saber se havia gente nos carros”, descreveu. Whendre, agora, espera o Corpo de Bombeiros decidir se ele deverá esperar no local. O lojista, até as 12h19, aguardava ordens de dentro da loja. 

Dono de um comércio na Galeria dos Estados há mais de 20 anos, Arthur de Almeida, 47 anos, se assustou com o barulho ocasionado pela queda de parte do viaduto. "Estava atendendo um cliente quando ouvimos um grande estrondo. Corremos e vimos a situação. Acredito que tem ao menos quatro carros lá", relatou. O comerciante acredita que isso se deve à falta de manutenção. "Já de tempos que havia infiltrações por ali. Isso foi falta de cuidado", reclama. 
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário