Projeto que muda Previdência passa pela a Câmara

Foto: divulgação
Nesta terça-feira (29/08) os distritais aprovaram o projeto que altera o sistema previdenciário do Distrito Federal, nos três colegiados responsáveis pela análise. A proposta passará por discussões em plenário na próxima terça-feira (05/09).
Após o parecer favorável, por unanimidade na Comissão de Economia, Orçamento e Finanças (Ceof), os servidores gritaram: “Vergonha”.
De acordo com o GDF, a proposição é fundamental para que os vencimentos do funcionalismo estejam garantidos nos próximos meses. O Executivo local informou que são desembolsados R$ 170 milhões para o complemento do repasse aos inativos.
O projeto prevê mudanças na previdência dos servidores locais, gerando assim polêmicas. Dois pontos bem discutidos é sobre a fusão entre os dois fundos existentes no DF — um com déficit e outro superavitário em R$ 3,7 bilhões.

Outro ponto é sobre a submissão ao teto do INSS (R$ 5.531,31) das aposentadorias dos servidores que ingressarem na administração pública após a sanção do texto. Quem quiser receber acima desse valor teria de contribuir com a previdência complementar.
A movimentação desagradou integrantes do funcionalismo público, o diretor do Sindicato dos Professores de Brasília DF (Sinpro), Dinas Rocha, disse que “o governo realizou manobras com a base aliada para votar a proposta sem a devida discussão”.

Eduarda Fernandes
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário