Antes ir à China, Temer critica quem quer 'semear a desordem'

O presidente Michel Temer (PMDB) gravou um vídeo na manhã desta terça-feira (29) em que fala sobre a viagem à China, para onde embarcou mais cedo.
Ele disse que vai ao país asiático em busca da “surpresa dos bons acordos”, destacando que quer atrair investidores para o programa de privatizações anunciado na semana passada

— Eles [chineses] poderão fazer a diferença em investimentos nas áreas de energia, portos, aeroportos, na área do agronegócio e nas finanças. Além de exportar mais, podemos trazer mais capital chinês. Com isso, gerar mais empregos e melhorar a renda do trabalhador brasileiro. A melhor surpresa que essa viagem poderá nos reservar é a surpresa dos bons acordos, dos bons investimentos que traremos para o País.
Temer também atacou o que chamou de "gente que quer parar o Brasil".
— Esse desejo não tem limites. Quer colocar obstáculos ao nosso trabalho, semear a desordem nas instituições, mas tenho força necessária para resistir. Porque o que estamos fazendo é necessário e serve apenas à sociedade brasileira. O momento pede sobriedade, responsabilidade e paciência. Nenhuma força me desviará desse rumo.
Na China, Temer participará da 9ª Cúpula do Brics (grupo formado por Brasília, Rússia, Índia, China e África do Sul). Antes, ele tem um encontro com o presidente chinês, Xi Jinping e se reúne com empresários daquele país.
Até o retorno, previsto para o dia 5, Rodrigo Maia (DEM-RJ), assume a Presidência. 
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário