Governo entrega plano emergencial para captação de água no Lago Paranoá

O Governo do Distrito Federal entregou, na tarde desta segunda-feira (13/2), o plano emergencial de captação de água no Lago Paranoá. A proposta pretende minimizar os efeitos da crise hídrica. O governador Rodrigo Rollemberg deixou o documento com o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho. A pasta terá 20 dias para analisar a proposta, que, se aprovada, deverá ser executada em até 180 dias.

  
O plano, que custará R$ 55 milhões aos cofres públicos, tem como objetivo contribuir para aumentar os níveis das barragens do Descoberto e de Santa Maria, principais reservatórios que abastecem o DF. A captação ocorrerá no Setor de Mansões do Lago Norte. A Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb), ficará responsável pela obra. “Ela terá a capacidade de captação de 700 litros por segundo, volume que contribuirá para o abastecimento das duas barragens”, explicou Rollemberg.
 
A mesma quantidade de água que hoje abastece as cidades incluídas no sistema Torto/Santa Maria será encaminhada para um elevatório no Parque da Cidade e, por reversão, levada a algumas das regiões que fazem parte do cronograma atual de racionamento - aquelas abastecidas pelo Descoberto.


Mesmo com o plano emergencial, o governador não negou a possibilidade de o racionamento se estender. “Dependerá do volume de água. A captação emergencial está em proposta, pois percebemos que a Barragem do Descoberto não chegará ao seu volume total até o fim das chuvas. Temos que aguardar para ver quando a medida poderá ser suspensa”, afirmou. 

O ministro Helder Barbalho disse que o governo federal passará a verba solicitada gradativamente. “Assim que o plano de trabalho for aprovado, faremos um empenho integral e a liberação daquilo que ficar acordado no prazo e no cronograma da execução física da obra”, detalhou. Ele também ressaltou que as obras serão acompanhadas pelo ministério e órgãos de controle, que garantirão a cumprimento das datas estabelecidas no cronograma. 

Assim que os recursos forem liberados, a Caesb pretende comprar os equipamentos para a construção da estação de tratamento no Lago Norte. Segundo o governador, o plano prevê a possibilidade de contratação de empresa privada para auxiliar na obra.
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário