Chuva forte reduz crise hídrica em Samambaia, mas ainda é insuficiente

Em meio à crise hídrica, fevereiro trouxe certa esperança. Na primeira semana, as chuvas totalizaram 44% da média histórica do mês. Ainda assim, o reservatório do Descoberto está com 26,44% de sua capacidade, muito aquém do necessário para abastecer o Distrito Federal. Para que o quadro se reverta, serão necessárias muito mais chuvas.
Os 96 mm registrados nos primeiros sete dias representaram um incremento na capacidade do Descoberto. Em 31 de janeiro, eram 23,89%. A situação mais crítica ocorreu no dia 13 de janeiro, quando estava em 18,69%. Mesmo com apenas 53% das chuvas esperadas para o mês de janeiro, o reservatório conseguiu recuperar quase 5% até o fim do mês.
O Inmet já emitiu um aviso de que até quinta-feira as chuvas continuarão intensas, assim como na segunda-feira, quando a água causou alagamentos em toda a cidade. A explicação vem da mistura de instabilidade e aquecimento que causou o temporal. Além disso, a formação de nuvens na vertical provocou descargas elétricas.
Para o chefe da previsão do tempo do Instituto Nacional de Meteorologia, Luiz Cavalcanti, as chuvas da primeira semana do mês foram corriqueiras. “A surpresa vem do fato de que houve chuvas muito abaixo da média em dezembro e janeiro. Mas estamos dentro das estimativas para o mês”, avaliou. Para março, a precipitação pluviométrica média é de 180 mm e o mês costuma ser o último com chuvas consistentes antes do período de seca.
A última tentativa de reverter a crise hídrica foi uma investida junto ao Governo Federal para receber R$ 50 milhões. O objetivo é iniciar a captação da água do Lago Paranoá, de 700 litros por segundo.
A Caesb divulgou ontem os primeiros detalhes da operação. Por enquanto, o local mais provável para o projeto é no Setor de Mansões do Lago Norte. O tratamento seria feito por meio de uma Estação de Tratamento Compacta, a ser instalada às margens do lago.
A água captada seria enviada ao Lago Norte, Varjão, Setor de Mansões do Lago Norte, Taquari, Paranoá e Itapoã. Isso reduziria a pressão do sistema.
A Secretaria de Agricultura anunciou que plantará hoje mais de 300 mudas para reforçar a mata ciliar de 224 nascentes do Descoberto. A ação visa aumentar o volume e a qualidade da água. A área atingida é de 67 hectares.
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário