Rosso "suspende" candidatura para a presidência da Câmara

Após ter visto o apoio de seu partido ir para o concorrente, o deputado federal Rogério Rosso (PSD-DF) anunciou, na manhã desta quarta-feira (25), que vai suspender a candidatura para a presidência da Câmara até que o Supremo Tribunal Federal (STF) se manifeste sobre as ações que questionam a constitucionalidade da recondução de Rodrigo Maia (DEM-RJ) ao posto. Na última segunda-feira, o deputado Marcos Montes (PSD-MG), próximo líder da legenda, fechou parceria com o atual presidente da Casa.


Na opinião do deputado, a candidatura de Maia não é viável porque a Constituição veda a reeleição para presidentes da Casa em uma mesma legislatura e, com esse entendimento, ele havia se colocado como candidato, inclusive, com o apoio do PSD. Apesar da decisão de Marcos Montes, o parlamentar diz não se sentir abandonado pela legenda. As eleições da Câmara estão marcadas para a próxima quinta-feira (2) e o STF retorna do recesso na quarta-feira (1). 

“Não saio, nem continuo fazendo campanha. Vou sobrestar, suspender a minha candidatura até que o Supremo se manifeste. Há tempo para isso e confio que o STF o fará no tempo correto. O país vive um momento em que não se pode permitir mais inseguranças jurídicas. Se o STF se manifestar que é possível, eu retiro a minha candidatura”, afirmou, sem dizer se, neste caso, seguiria o partido junto a Maia ou apoiaria a candidatura do concorrente Jovair Arantes (PTB-GO). Nos bastidores, a tendência é de que o voto de Rosso seja de Jovair.
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário