Mãe mata filha de dois anos asfixiada e se entrega à polícia

Uma mulher matou a filha de dois anos asfixiada e se entregou à polícia em Guarulhos, na grande São Paulo. O pai da criança alega que a ex-esposa tinha problemas psicológicos, mas que a Justiça negou seu pedido de guarda.
A autora do crime e o homem foram casados por cinco anos, período em que tiveram a menina. Porém, segundo relatos do marido, a mulher apresentava comportamento agressivo e, há cinco meses, resolveram se separar.
O pai entrou na Justiça para tentar a guarda da filha, alegando os problemas psicológicos da ex-mulher. Entretanto, o juiz decidiu que a criança deveria continuar com a mãe. O homem podia visitá-la apenas a cada 15 dias.
Após cinco meses de separação, a mulher passou a manifestar um comportamento mais reservado, segundo vizinhos. Em uma manhã, ela usou um travesseiro e asfixiou a filha enquanto a menina dormia.
Após o assassinato, a mãe pegou um ônibus e se entregou em uma delegacia da cidade. Ela assumiu a autoria do crime e foi presa em flagrante. Os policiais ainda foram à casa com esperança de encontrarem a criança viva, mas ela já estava morta no momento em que chegaram.

FONTE: METROPOLES
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário