Samambaia: a cidade do chafariz que virou uma grande metrópole do DF

Desde quando moradores vindo de de diversas partes do Brasil, trazendo sonhos e esperança e as famílias pois acreditavam no crescimento de Samambaia.

Era uma época em que vizinhos conversava e contava sonhos e projetos para a cidade, tempo de muita luta braçal para conseguir.

Moradora de Samambaia conta para nossa equipe como era nossa cidade a pouco tempo atras.

"Samambaia em 1989, era uma beleza, pois conversamos, criamos expectativas e vê a cidade crescer, nesses vinte e sete anos muita coisa mudou na nossa cidade, varias empresas e novos prédios e com o serviço e ajuda de todos temos que se orgulhar de nossa Samambaia".

Ela ainda conta das muitas vezes buscava água longe em chafariz da cidade, mas a caminhada valia a pena pois em breve a água chegaria nas casas e a energia vinha com força total. 

No ano de 2017, quando completará 28 anos, Samambaia deve enfrentar problemas com a insegurança na cidade, com o transporte e a saúde e principalmente a educação que está cada vez mais evidente, hoje e a segunda maior cidade do Distrito Federal, e com grandes áreas para construções de prédios para novos moradores da cidade.

Os próximos governos terão que dar atenção maior para cidade, hoje Samambaia possui um comercio que cresce a cada instante na cidade e as grandes melhorias precisam vim para assegurar um crescimento de qualidade em todos sentidos.

Fonte:
Redação Samambaia em PAUTA


Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

2 comentários:

  1. Belíssima matéria. Como professor de História e sempre defendendo a preservação da memória de um povo parabenizo pela matéria sobre as origens de Samambaia DF.

    ResponderExcluir
  2. Veja esta matéria sobre um piauiense que também deixou sua contribuição na história de Samambaia DF:
    "Bartolomeu Nascimento - um cristino-castrense fortemente engajado nas lutas socais no Distrito Federal nos anos 1990"
    http://catingadeporco-cristinocastro.blogspot.com.br/2016/07/bartolomeu-caju-um-cristino-castrense.html

    ResponderExcluir