PCDF prende traficantes que estavam com cocaína avaliada em R$ 350 mil em Samambaia

A Coordenação de Repressão às Drogas (Cord) da Polícia Civil do DF fez nesta terça-feira (14/2) a maior apreensão de cocaína deste ano. Foram 17 quilos da droga chamada de escama de peixe, avaliados em R$ 350 mil. O entorpecente foi apreendido em duas residências, em Samambaia e Taguatinga, durante cumprimento de mandado de busca e apreensão.
Três pessoas foram presas, sendo duas mulheres e um homem. Com eles, a Polícia Civil encontrou um automóvel, um jet ski, três balanças digitais de precisão, R$ 7.314,00 em espécie, duas armas de fogo (uma pistola de marca Glock, calibre .380, e um revólver calibre .38), 10 cartuchos de calibre .380 e outros 10 de calibre 38.
Segundo os investigadores, o grupo criminoso desarticulado abastecia várias regiões do Distrito Federal. Eles mantinham uma base “varejista” em Taguatinga, e o depósito de drogas em Samambaia, abastecendo outros traficantes de menor porte. Antes de revender a droga, porém, a cocaína era misturada com fermento, visando multiplicar o lucro do grupo criminoso.
Foram presos o casal Deionatan Ferreira Costa, 34 anos, apontado como líder do esquema criminoso, e Roselene de Oliveira da Silva, 28, que seria co-autora dos crimes, além de Lindemara Soares de Sousa, 25. Ambas contribuiriam para a distribuição da droga.
Foram todos autuados em flagrante delito e indiciados por tráfico de drogas e associação para o tráfico, podendo ser condenados a uma pena que pode variar de 10 a 31 anos (para o casal) e de 8 a 25 anos de reclusão, no caso de Lindemara. A ação da Cord faz parte da Operação Carnaval sem Drogas. (Com informações da Polícia Civil do DF)

Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário