Empresas que denunciaram distrital receberam dinheiro da CLDF

As duas empresas que trabalharam para a deputada Sandra Faraj (Solidariedade) na área de comunicação, marketing e tecnologia, não serviam somente à parlamentar. Tinham também contrato de publicidade com a Câmara Legislativa. Somente no terceiro trimestre de 2016, a Netpub e a Studio Web receberam da Casa R$ 50 mil dos quase R$ 7 milhões pagos a empresas do setor no período. Filipe Nogueira, ex-funcionário de Sandra é sócio-proprietário da Netpub e dono da Studio Web. Ele alega ter levado o calote da parlamentar em um contrato de R$ 174 mil.
Os dados específicos da publicidade da Câmara não são divulgados. Somente os contratos macros vão para o portal da Casa. As empresas que recebem pelas agências não têm os nomes publicados. O Metrópoles,porém, teve acesso ao detalhamento dos meses. Somente a Netpub recebeu R$ 37.500 de contratos com a Casa no período. Já a Studio Web teve contratos pagos com a verba de publicidade no valor de R$ 12.500.
FONTE METROPOLES
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário